Rodoviários também ameaçam parar no Rio

O segundo dia da paralisação dos ferroviários no Rio foi marcado por filas, engarrafamentos e troca de acusações na Justiça entre os grevistas e a direção da Supervia. O Tribunal Regional do Trabalho multou o Sindicato dos Ferroviários em R$ 50 mil pelo descumprimento de medida cautelar que obrigava a entidade a assegurar o retorno de 60% dos trabalhadores. A ameaça de uma greve de rodoviários amanhã em vários municípios da Baixada Fluminense pode levar o caos ao transporte na região, já afetada pela greve dos trens."A aplicação da multa foi contraditória, pois a Supervia informou pela manhã que o sistema operava dentro do sistema especial nos quatro ramais", protestou o presidente do Sindicato dos Ferroviários, Walmir de Lemos. A entidade deve entrar com recurso e manter a greve até a readmissão dos dez empregados. Ontem, maquinistas protestaram no centro do Rio e foram recebidos na Assembleia Legislativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.