Rodovias devem ser evitadas no Ano-novo

Trechos das rodovias MarechalRondon (SP-300) e Raposo Tavares (SP-270), importantes ligaçõesda Capital com o interior do Estado, estão intransitáveis emrazão da falta de conservação agravada pelas chuvas. Essestrechos devem ser evitados pelos motoristas nas viagens do fimde ano.Na Rondon, as crateras espalham-se ao longo de 28quilômetros entre Laranjal Paulista e Conchas, na região deSorocaba. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) realizouserviços de tapa-buracos, mas as chuvas e o tráfego pesadovoltaram a destruir o asfalto. De Conchas a Botucatu, apavimentação está deteriorada e há erosões avançando sobre apista. Em todo o trecho, do Km 172 ao 247, faltam acostamentos.Na rodovia Floriano de Camargo Barros (SP-143), que liga aRondon à Castelo Branco, o excesso de buracos obriga os veículosa trafegarem fora do asfalto. A ligação é usada pelos caminhoneiros como rota de fugados pedágios da Castelo. Serviço suspenso - O DER suspendeu o serviço detapa-buracos por causa das chuvas. Moradores da região fizeramum protesto na rodovia na semana passada. A Raposo Tavares temmuitos buracos entre os Kms 204, em Angatuba, e 280, emItaí, região de Avaré. Há erosões e pontos de alagamento dapista próximo de Paranapanema. Nesse trecho, a rodovia não éprivatizada, possui pista única e não tem pedágios. A Secretariade Estado dos Transportes de SP aguarda a liberação de verbacontratada pelo Governo do Estado com o Banco Interamericano deDesenvolvimento (BID) para recuperar esses trechos rodoviáriosnão concedidos à iniciativa privada. Os serviços devem começarem janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.