Romário quer fazer campanha pró cinto de segurança. Pelo filho

Depois de admitir que o filho estava sem cinto de segurança no acidente que sofrera no início da semana, o atacante do Fluminense Romário foi hoje à sede do Departamento de Trânsito do Estado (Detran-RJ) e defendeu a ?importância? do uso do cinto.Na segunda-feira, o filho do jogador, Romarinho, de 10 anos, sofreu um acidente e foi lançado para fora do carro. Ele levou 30 pontos e está se recuperando em casa. ?Estou passando por um momento difícil. Será um prazer participar de campanhas educativas. Espero que as pessoas tenham mais consciência e usem o cinto. Eu aprendi uma lição nesses últimos dias. Só quem vive situações como essa, sabe o significado do uso do cinto de segurança?, disse Romário. Ele, no entanto, não vai liberar o uso de sua imagem.O presidente do Detran, Hugo Leal, disse que as palavras do jogador ?têm apelo junto à população?. Ele acredita que a presença de Romário foi o primeiro passo para futuras parcerias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.