Rompimento de adutora deixa cerca de 1 milhão sem água em Pernambuco

Previsão é de que abastecimento passe a ser regularizado a partir das 20 horas de terça-feira, quando reparo deve ser concluído

Priscila Trindade, da Central de Notícias

01 de maio de 2010 | 20h39

SÃO PAULO - Cerca de 1 milhão de pessoas ficaram sem água neste sábado, 1, devido ao rompimento de uma adutora da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) em São Lourenço da Mata, Pernambuco.

 

A previsão é de que o abastecimento passe a ser regularizado a partir das 20 horas de terça-feira, 4, quando os trabalhos de reparo devem ser concluídos.

 

A adutora responde por 60% do abastecimento do Recife, 100 % da cidade de Camaragibe e 26% de Jaboatão dos Guararapes. O rompimento aconteceu no final da tarde de sexta-feira, 30, e o Sistema Tapacurá foi paralisado hoje em caráter emergencial.

 

Seis dos 27 metros de extensão da adutora sofreram danos. A estimativa é de que o serviço de manutenção consuma R$ 200 mil. Cerca de 50 técnicos da companhia vão trabalhar 24 horas no conserto da tubulação.

Tudo o que sabemos sobre:
Pernambuco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.