Rosinha e Cesar Maia assinam convênio para desativar presídio

O prefeito do Rio, Cesar Maia, e a governadora Rosinha Matheus assinam amanhã convênio para desativação do complexo de presídios Frei Caneca, numa área de 64 mil metros quadrados no Centro da cidade, onde estão 3 mil detentos. O Estado vai ceder o terreno ao município e receberá em troca R$ 100 milhões a serem investidos na construção de novos presídios, na modernização do complexo de Bangu e no desenvolvimento de novos projetos de segurança.Os trabalhos de demolição da Escola de Formação Penitenciária e do presídio feminino Nélson Hungria, que já estão desativados, começam logo após a solenidade de assinatura do convênio. O Frei Caneca é formado por três penitenciárias, dois presídios, escola e dois hospitais. A previsão é de que dentro de um ano todos os presos que ainda estão no complexo sejam transferidos para novas unidades. A prefeitura pretende construir no local um grande conjunto residencial, bancos, cinemas, lojas, teatros e outras áreas de lazer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.