Rosinha ficou sabendo de ajuda do Exército pelos jornais

A governadora do Rio de Janeiro Rosinha Matheus disse hoje que só tomou conhecimento pela mídia, hoje, de que o Exército ajudará na segurança do Rio. "Só tomei conhecimento disso hoje pelos jornais. Não houve um posicionamento formal do presidente Lula ou de sua equipe. Eles me deram um prazo até o dia 10 para responder aos seis itens que solicitamos ao governo". A governadora disse, sobre a possibilidade de, também veiculada nos jornais, de que o Exército comandaria as operações no Rio que também não tem conhecimento disso. "Combinamos que a operação seria nos mesmos padrões do documento que acordamos no Carnaval do ano passado e o presidente Lula disse que, se fosse possível, seria nestes termos", disse.Questionada sobre a sua posição em relação ao novo salário mínimo de R$ 260 definido pelo governo federal, Rosinha respondeu apenas: "Eu dei o salário de R$ 450". Ela participa de solenidade de lançamento de serviços da BM&F na Bolsa do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.