Rota alternativa do Mercosul terá trecho duplicado

A concessionária SPVias inicia amanhã as obras de duplicação da Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127), em um trecho de 55 quilômetros, entre Itapetininga e Capão Bonito, no sudoeste do Estado. A rodovia integra o chamado "corredor oeste do Mercosul", ligando as regiões de Sorocaba e Piracicaba a Ponta Grossa, no Paraná. O trecho entre Itapetininga e a Rodovia Castelo Branco, com 43 quilômetros, já está duplicado. O sistema viário é utilizado como rota alternativa para os países do Mercosul pelo interior do Paraná. A SPVias vai investir R$ 50 milhões nas obras. O trecho a ser duplicado vai do quilômetro 158, em Itapetininga, ao 213, em Capão Bonito. A empresa recuperará o investimento com os recursos do pedágio.O único posto de cobrança previsto no contrato de concessão para esse trecho já está operando no bairro do Gramadão, em Capão Bonito, e cobra tarifa de R$ 2,00 no sentido interior-capital. A duplicação será concluída em dezembro de 2002. A SP-127 é utilizada como opção pelos transportadores de cargas com destino ao Mercosul, sobretudo em razão do excesso de tráfego na Rodovia Régis Bitencourt (BR-116). A rodovia serve ainda ao escoamento da produção agrícola de madeira, minérios e minerais do sudoeste. A SPVias iniciará também a construção de acostamentos na Rodovia Raposo Tavares, entre Araçoiaba da Serra e Itapetininga. A duplicação desse trecho da rodovia, prevista no contrato de concessão, não será iniciada de imediato. Segundo a empresa, o baixo volume de tráfego diário não justifica a duplicação.

Agencia Estado,

31 de maio de 2001 | 08h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.