Rua 25 de Março, em SP, continua sem camelôs

Pelo oitavo dia seguido, os vendedores ambulantes ilegais não puderam instalar esta manhã suas barracas na região da Rua 25 de Março, no centro de São Paulo. Integrantes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e fiscais da prefeitura permanecem na área para tentar impedir a ação dos marreteiros. Um grupo de camelôs irregulares chegou a realizar uma espécie de ´corredor polonês´, na Avenida Senador Queirós, para expor pequenos produtos aos consumidores. Os confrontos entre fiscais e ambulantes registrados nos últimos dias ameaçam as vendas do Dia dos Pais no centro da cidade. Segundo o Bom Dia SP, da TV Globo, os lojistas calculam prejuízo de até 40% em relação ao mesmo período do ano passado.

Agencia Estado,

05 de agosto de 2003 | 09h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.