Ruas do Rio amanhecem sem tropas do Exército

O Rio amanheceu sem tropas do Exército nas ruas. Depois de recuperarem uma pistola e 10 fuzis, roubados no último dia 3 do Estabelecimento Central de Transporte (ECT), em São Cristóvão, os 1,6 mil soldados destacados para a missão voltaram aos quartéis. Apesar disso, o Exército pode voltar às ruas a qualquer momento, seja para investigações ou mesmo para combater a violência, se houver um pedido do governo do Estado, como sugeriu o vice-presidente da República e ministro da Defesa, José Alencar, informou o Bom Dia Brasil, da TV Globo. De acordo com as primeiras análises, as armas encontradas ontem, à noite, numa mata próxima à Estrada das Canoas, em São Conrado, estão com a numeração raspada, o que facilitaria a circulação irregular do armamento. Agora, as armas passarão por perícia. As investigações apontam a participação de ex-militares no crime. O Comando Militar do Leste (CML) dará detalhes da operação ainda hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.