Rui Pimenta não poderá disputar eleição presidencial

O jornalista Rui Pimenta, do PCO, não poderá disputar a Presidência da República. O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta terça-feira, 15, por unanimidade, o pedido de registro da candidatura de Pimenta. A decisão foi tomada porque Rui Pimenta não prestou contas da campanha que fez na eleição presidencial de 2002, quando ele também foi candidato.O jornalista poderá recorrer da decisão no próprio tribunal eleitoral, mas dificilmente o TSE voltará atrás, já que o resultado do julgamento foi unânime. O tribunal deixou claro que as prestações de contas de campanha têm de ser apresentadas num prazo de até 30 dias após a eleição. Com a saída de Rui Pimenta, o tempo que o PCO tinha na propaganda eleitoral gratuita, 1 minuto e 11 segundos, deverá ser dividido entre os seis candidatos à Presidência.Este foi o segundo registro de um candidato a presidente que o TSE recusou neste ano. Os ministros rejeitaram, na semana passada, a candidatura de Ana Maria Rangel, que era do PRP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.