Sacos pretos lembram vítimas de violência em Recife

Simbolizando as vítimas da violência, quinhentos sacos foram espalhados pela praia da Boa Viagem

Angela Lacerda, Agência Estado

01 de maio de 2008 | 14h58

Quinhentos sacos pretos cheios de areia, simbolizando vítimas da violência no Estado, foram espalhados nesta quinta-feira pela areia da praia de Boa Viagem, no Recife. O protesto, coordenado pela Organização Não-Governamental Recife Pela Paz, em parceria com a ONG Rio de Paz, visa pressionar o poder público a enfrentar a escalada da violência no Estado. Nos quatro primeiros meses do ano, 1.511 pessoas foram assassinadas em Pernambuco.   Os integrantes do blog PEbodycount - responsáveis pela instalação de um relógio digital, na Rua Joaquim Nabuco, no bairro do Derby, que atualiza diariamente o número de homicídios ocorridos no Estado - participaram da atividade colocando o nome de 100 das 1.511 pessoas mortas nos sacos.   Os integrantes das ONGs recolheram assinaturas para um manifesto que deverá ser entregue ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O objetivo é chegar a um milhão de assinaturas. O manifesto pede, entre outros pontos, que a redução de homicídios seja colocada como prioridade das políticas de segurança pública, com metas; o reforço do policiamento ostensivo em áreas de maior incidência de crimes, além de políticas públicas de atendimento aos jovens e investigação dos crimes, controle de armas e munições ilegais e punição para os criminosos.   Na semana passada, no Aterro do Flamengo, no Rio, o Rio de Paz colocou duas mil cruzes em protesto contra a violência. De acordo com a ONG, o Brasil tem 27 homicídios por 100 mil habitantes, índice considerado muito elevado. Nos Estados Unidos, o índice é de 5,6; e na Itália, 1.

Tudo o que sabemos sobre:
protestopazrecife

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.