Saída para o feriado provoca lentidão recorde em SP

A saída do paulistano para o feriado prolongado do Dia do Trabalho continua complicando o trânsito em São Paulo na noite desta sexta-feira, 27. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o motorista precisa de paciência para enfrentar os 153 quilômetros de congestionamento em toda a cidade. O índice está acima da média para o horário, que é de 137 quilômetros para as 19h30. Segundo a CET, o pior trecho estava no Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, em direção a Santana, onde o engarrafamento era de 8,7 quilômetros, desde o Viaduto João Julião da Costa Aguiar até a Praça da Bandeira. Na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, a lentidão era de 7,7 quilômetros, desde a Ponte Freguesia do Ó até a Rua Azurita. Já na via expressa da Marginal do Pinheiros, rumo a Interlagos, o trânsito estava carregado por 7,5 quilômetros, desde a Avenida Alexandre Mackenzie até a Ponte Engenheiro Ary Torres. Trânsito já estava pesado à tarde O trânsito já estava ruim nas principais ruas de São Paulo no começo da tarde desta sexta-feira, 27. Às 12 horas, o congestionamento chegava a 105 quilômetros, mais que o dobro da média para o horário, que é de 51 quilômetros, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A tendência era realmente de o trânsito ficar mais carregado durante a tarde, principalmente pela saída do paulistano para o feriado prolongado do Dia do Trabalho. Na manhã desta sexta, a CET também registrou 166 quilômetros de lentidão na cidade, índice recorde para o horário. A chuva que atingiu a capital na manhã desta sexta-feira deixou quatro pontos de alagamento, segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura.

Agencia Estado,

27 Abril 2007 | 20h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.