Salva-vidas fazem plantão nas praias de Cabo Frio

O Secretário de Defesa Civil do Estado do Rio, Carlos Alberto de Carvalho, informou na noite deste sábado que um grupo de salva-vidas ficará de plantão nas praias que vão desde Cabo Frio até Arraial do Cabo, para monitorar eventual aparecimento de corpos das vítimas do naufrágio da escuna que deixou 12 mortos.A busca com mergulhadores está prevista para começar às 7 horas deste domingo. Uma fita usada para a filmagem das pessoas na hora do embarque será usada para identificar os passageiros da escuna e no inquérito policial. As instalações do teatro municipal foram oferecidas para o velório.O passageiro Edilson Franjoso, que perdeu a filha única no acidente, relatou que havia assentos vagos na escuna e coletes salva-vidas suficientes. Houve até orientação na hora do embarque sobre como usá-los, mas a utilização não foi determinada. ?Poucas pessoas estavam com coletes. Faltou orientação?, afirmou. Ele disse que o comandante da embarcação foi profissional e evitou tragédia maior.A passageira Silvia Guerrato (de São Bernardo do Campo/SP) foi levada de helicóptero, em estado grave, para o hospital Miguel Couto, no Rio. Segundo o filho, Eduardo, a família foi para o Rio para passar a Semana Santa.No fim do dia, foi identificado mais um desaparecido, Edson Celestino (de Belo Horizonte). Por volta das 21 horas, o Instituto Médico Legal (IML) de Cabo Frio divulgou a lista com os nomes de 11 dos mortos no acidente ? um corpo não havia sido identificado. São eles: Maria Eugênia, Rita Prastes Leão Costa, Célia Regina Ludovirce Serra de Souza (de Santo André/SP), Maria da Conceição Gouveia Vieira (Niterói/RJ), Joanita Rodrigues Santana Duarte, Mariland Guimarães Souza, Raimunda Santana da Silva (as três, amigas de Belo Horizonte), Helena Souza, Juliana Franjoso, Magda Dutra e Joyce Dutra (as duas últimas, mãe e filha, de Belo Horizonte).

Agencia Estado,

19 de abril de 2003 | 22h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.