Salvador terá câmeras para segurança durante folia

Serão 117 espalhadas pelos circuitos; esquema terá ainda 20 mil policiais

19 Fevereiro 2009 | 04h55

Na noite desta quinta-feira, 19, quando o rei momo Jerônimo receber a chave de Salvador (BA), terá início a maior festa popular do País. Ao longo de seis dias, cerca de 2 milhões de pessoas, entre elas 500 mil turistas, devem passar pelos circuitos oficiais da folia.  Veja também:  Cobertura completa do carnaval 2009   Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da foliaEspecial: mapa das escolas e os sambas do Rio e de SP    Durante o carnaval, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia vai dispor de 117 câmeras de vigilância espalhadas pelos circuitos. O esquema terá ainda 20 mil policiais, contra 17 mil no ano passado, comunicadores equipados com GPS e 200 armas não letais, que causam choques paralisantes nos suspeitos. Os homenageados oficiais são os afoxés, ou os candomblés de rua, em especial o principal deles, o Filhos de Gandhy, que completou seu 60º aniversário na quarta-feira. "A homenagem fortalece muito nosso movimento e nossa mensagem de paz", diz o presidente da associação, Agnaldo Silva. Os desfiles no domingo, no Circuito Batatinha (Pelourinho), e na segunda-feira, no Dodô (Barra-Ondina), estão com os convites esgotados (7 mil cada dia). São esperadas as presenças de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Carlinhos Brown. Outro destaque é a reunião dos Novos Baianos, para celebrar os 40 anos da formação do grupo. Baby, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Caldas voltam a repartir um trio elétrico depois de 25 anos, convidados pelo governo do Estado. Já Daniela Mercury completa uma década à frente do Trio Eletrônico, seu bloco alternativo (sem cordas).

Mais conteúdo sobre:
carnaval 2009Salvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.