Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Samba, uma nova homenagem aos turistas americanos

Enquanto o processo de identificação de norte-americanos nos aeroportos de São Paulo e Rio não é agilizado, samba para agradar aos turistas. Pelo segundo dia consecutivo, eles foram recebidos com festa no desembarque. Integrantes de um grupo de samba e duas passistas deram hoje uma prévia do carnaval carioca e atraíram centenas de curiosos. A festa no saguão foi mais uma forma de dar boas-vindas aos americanos que, anteontem, receberam um kit com camiseta do Rio e pingente. Folhetos em inglês também foram distribuídos para explicar o porquê de os americanos estarem sendo fichados.A idéia de trazer o grupo Samba Drums, que tem alguns integrantes da escola de samba da Mangueira, partiu da Comissão de Turismo da Assembléia Legislativa. O compositor e mangueirense Ivo Meireles foi quem coordenou a apresentação, que durou duas horas. ?Com todo esse constrangimento, tínhamos que fazer alguma coisa.? Em alguns momentos, os sambistas cessavam os batuques e gritavam ?welcome? (bem-vindo em inglês), pegando os turistas de surpresa. A festa, que foi preparada para os americanos, acabou caindo no gosto de todos. ?É extraordinário. Adoro o carnaval e estou encantado com isso tudo?, disse o francês Jean Jacques Brousse, de 48 anos. A apresentação também agradou a americana Kristine Farrell, que, um pouco envergonhada, pousou com os sambistas para os fotógrafos. ?Achei maravilhoso. Gosto de samba, mas não vou ficar para o carnaval. Pelo menos, vi um pouco aqui.? O oftalmologista americano Jeff Blustin, de 52 anos, sabia que seria identificado, mas se surpreendeu com a recepção calorosa. ?Achei muito bom. É uma forma de conhecer mais o País.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.