Santa Catarina registra mais cinco ataques entre terça e quarta

Casa de policiais militares foram atingidas em Camboriú e Tubarão e houve tentativas de incêndios em Laguna, Blumenau e Chapecó

Tomás M. Petersen, Especial para O Estado

08 Outubro 2014 | 10h45

FLORIANÓPOLIS - Cinco ataques foram registrados entre a noite desta terça-feira, 7, e a manhã desta quarta-feira, 8, em Santa Catarina. É o 12º dia consecutivo da terceira onda de atentados promovidos pelo crime organizado que atinge todo o Estado. Segundo a Polícia Militar, já são 99 ataques, 20 apreensões de materiais suspeitos e 52 suspeitos presos em 34 cidades.

O primeiro ataque aconteceu na noite de terça-feira, às 21h. Em Camboriú, dois homens em uma moto atiraram contra a fachada da casa de um policial militar, sem ferir ninguém.

Dez minutos depois, em Blumenau, testemunhas afirmam ter visto dois homens tentando atear fogo em um caminhão particular. O incêndio foi controlado pelos moradores do local, causando poucos estragos.

No sul do Estado foram duas ocorrências: às 21h25, em Tubarão, outra casa de policial militar foi alvejada. À meia-noite, em Laguna, um carro particular foi completamente incendiado por suspeitos que passaram de moto.

Na região oeste, em Chapecó, dois homens armados e encapuzados renderam o vigia de um colégio e o trancaram numa sala. Depois, eles atearam fogo em outra sala, mas os bombeiros foram chamados e conseguiram apagar o incêndio a tempo. A vítima não ficou ferida.

Mais conteúdo sobre:
Santa Catarina Violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.