Santa Catarina registra mínima de -5,6ºC e queda de neve em duas cidades

Morro da Igreja, um dos pontos mais altos do Estado, na região serrana, registrou sensação térmica de -30 º C na madrugada desta quarta

Felipe Tau, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2012 | 08h55

Atualizada às 10h50   SÃO PAULO - O começo da Primavera foi marcado pela segunda queda de neve do ano em Santa Catarina. Os flocos cobriram duas cidades da região Serrana entre a noite de terça-feira e a manhã desta quarta.

Em São Joaquim , a 230 km de Florianópolis, a nevasca foi registrada por volta das 21h de ontem e voltou a aparecer no começo da manhã desta quarta-feira, entre as 6h e as 7h15. A temperatura atingiu a mínima de -3º C às 3h, quando a sensação térmica ficou entre -21º C e -23º C, de acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram).

No município de Urubici, no Morro da Igreja, um dos pontos mais altos do Estado, a cerca de 1,8 km de altitude, também nevou na noite de terça e foi registrada a menor temperatura de Santa Catarina na madrugada desta quarta. Às 4h, os termômetros marcaram - 5,6 ºC e, por conta dos ventos, a sensação térmica chegou a -30 ºC.

As baixas temperaturas foram causadas pela passagem de uma massa de ar frio e seco de origem polar, que favorece a ocorrência de neve ou chuva congelada na serra catarinense.

A frente fria também traz rajadas de vento de até 70 km/h e as chamadas geadas negras - não têm formação de gelo, mas acabam matando plantas e prejudicando a agricultura no oeste do estado.

Quem vai pegar estrada deve ficar atento, já que há condições para formação de gelo nas pistas de serra, principalmente nos municípios de Rio do Rastro e Corvo Branco.

No mar, o perigo de águas agitadas junto à costa, com ondas de até 3 metros de altura.

A previsão para esta quarta-feira é que o frio se repita, mas com menos intensidade, já que a nebulosidade deve ser menor, segundo o Epagri/Ciram.

Granizo. A ocorrência de granizo também marcou o começo da Primavera em Santa Catarina. No final da madrugada de terça-feira, 25, o fenômeno atingiu a região da Grande Florianópolis, São Francisco do Sul e, principalmente, Joinville, no bairro de Piraberaba.

De acordo com o Epagri/Ciram, a queda de granizo é comum nos meses de primavera, por causa do choque de massas de ar frio e seco com outras mais quentes e úmidas.

Tudo o que sabemos sobre:
santa catarinanevenegativa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.