Santa Catarina tem nono dia seguido de ataques e soma 80 ocorrências

Mais 6 casos foram registrados entre a noite de quinta e a madruga desta sexta; ônibus, carros e uma loja foram incendiados

Júlio Castro, Especial para o Estado

08 Fevereiro 2013 | 09h54

FLORIANÓPOLIS - A onda de atentados em Santa Catarina chegou ao seu nono dia com mais seis ocorrências entre a noite de quinta e madrugada desta sexta-feira,8. Agora já são 80 atentados registrados em 25 cidades, conforme relatório oficial da Polícia Militar. As ações criminosas estão sendo realizadas deste o dia 30 de janeiro pela facção Primeiro Grupo Catarinense (PGC) em protesto pelo excessivo rigor disciplinar aplicado nas penitenciárias e presídios de Santa Catarina.

Os últimos atos de protesto começaram por volta das 20h30 de quinta, quando quatro adolescentes armados pararam um ônibus no bairro Ipiranga, em São José, e atearam fogo. O veículo só não foi consumido na totalidade porque o motorista, o cobrador e populares conseguiram conter as chamas. Ainda na Grande Florianópolis, em Palhoça, por volta das 5h, um homem de moto jogou um coquetel molotov contra um estabelecimento comercial que foi incendiado. 

São Bento do Sul, na região Norte do Estado, é mais uma cidade na lista das atingidas por ataques. Logo no início da madrugada, um caminhão VW foi incendiado parcialmente no bairro Centenário. Populares conseguiram evitar a perda total do veículo com uso de extintores antes que o fogo atingisse o tanque de combustível. Navegantes, no litoral Norte também voltou a conviver com atentados. Por volta das 23h20 de quinta-feira, no bairro São Paulo, dois veículos - um Fiat Uno e um Chevette - que estavam estacionados em frente a um ferro velho foram incendiados. Extintores foram usados por populares que evitaram a queima total dos carros. 

Em Chapecó, por volta da 01h30, no bairro São Cristovão, cinco adolescentes atearam fogo em um Ford Fiesta. Policiais militares chegaram a tempo de conter o fogo que destruiu o estofado. Os suspeitos ainda não foram localizados. Às 03h45, em Tubarão, no Sul do Estado, um Renault Sandero foi incendiado, parcialmente, dentro da garagem da casa do proprietário. foi na Avenida Getúlio Vargas, no centro da cidade. Enquanto o dono dormia, marginais usaram líquido inflamável para provocar o atentado. Parte da frente do veículo foi atingida e os dano no carro e na residência só não foram maiores pela ação da polícia e dos bombeiros.

Mais conteúdo sobre:
Santa Catarina atentados ônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.