Santo André em meio à incredulidade, tristeza e indignação

Num misto de incredulidade, tristeza e indignação, moradores de Santo André e de cidades vizinhas do município lamentaram a morte do prefeito Celso Daniel, cujo corpo foi encontrado na manhã deste domingo.Tanto em shoppings e restaurantes da cidade, como em bairros carentes, as manifestações de revolta pelo assassinato do político de 50 anos, eram de mesma intensidade e lamento.?É difícil acreditar nisso tudo?, disse o comerciário paulistano Luiz Antonio Pedreira Bispo, que levou os filhos para passear num shopping de Santo André.A mesma opinião tinha o morador de rua de Santo André, João Custódio de Azevedo. ?Morei 17 anos na favela que está no terreno que ele deu para o pessoal. Não dá para acreditar. É muita sacanagem.?Azevedo se referia aos moradores da favela Gamboa. Cerca de 130 famílias foram removidas no primeiro mandato de Daniel para um terreno urbanizado pela Prefeitura, no bairro, que fica próximo ao Paraíso. A supervisora de limpeza, Rosana Silveira, é uma das moradoras da região carente que neste domingo organizava uma caravana para ir ao velório do prefeito, previsto para ser realizado no Paço Municipal.?Foi uma maldade muito grande o que fizeram com ele. Minha vontade é ir embora para minha terra. Lá tem violência, mas aqui em São Paulo está demais?, disse a gaúcha de Gramado, perto do filho, que brincava na rua do bairro.?Ele merece que a gente vá ao velório?, disse o pedreiro aposentado Elizeu Casagroni. Há poucos quarteirões, num shopping da cidade, o administrador de empresas aposentado José Hipólito criticou ?a falta de vontade? dos governos federal e estadual em resolver o problema da violência.?As penas para criminosos tem de ser mais pesadas?, disse o morador de Mauá, cujos filhos vivem em Santo André. Para Hipólito, é cedo para concluir se o assassinato foi um crime comum ou político. ?Não parece seqüestro. Pode ser que radicais de esquerda como de direita estejam envolvidos?.A estudante Melissa Sayuri salientou que votou em Daniel nas últimas eleições. ?Ele tinha muito destaque na região?, disse ela.No Paço Municipal, onde será realizado um ato ecumênico, às 16 horas deste domingo, militantes do PT, simpatizantes do prefeito e moradores de Santo André, trouxeram bandeiras do partido e do País.Muitas pessoas vieram com roupas brancas pedir paz e o fim da violência em São Paulo. O velório de Celso Daniel ainda não tem horário confirmado.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2002 | 16h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.