Santo André vai ter que pagar medicamentos a 4 pessoas

Quatro pessoas conseguiram o direito de receber remédios do município de Santo André, conforme o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu na quarta-feira, 24. Eles haviam entrado na Justiça para pedir o benefício. Os processos de duas pessoas solicitam instrumentos de medição de taxa de glicose e materiais para aplicação de insulina. Outro, o fornecimento dos remédios Amoxilina, Afalexina, Citoneurim, Tilex, Bactrin, Metronizadol, Cipro, Aciclovir e Clavulin. O último se refere aos medicamentos utilizados para o tratamento de doença cardíaca, displasia mista e hipertireoidismo.A prefeitura andreense tentou suspender o benefício das pessoas, por meio de liminares, em novembro de 2006. O presidente do TJ paulista, desembargador Celso Luiz Limongi, no entanto, negou os pedidos sob o argumento de "privilegiar o respeito à vida e à saúde humana, em especial daqueles que por força de lei têm direito ao programa de distribuição gratuita de medicamentos, instituído em favor de pessoas carentes". As informações São do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.