São Joaquim contabiliza prejuízos causados por tornado

Ventos atingiram 60% da área rural, causando principalmente destelhamento de galpões e queda de árvores; não há registro de feridos

Tomas Petersen, Especial para o Estado

12 de novembro de 2013 | 16h05

FLORIANÓPOLIS - Um tornado de pequena proporção atingiu a zona rural da cidade de São Joaquim, na serra catarinense, na noite de segunda-feira, 11, e início da madrugada de quarta-feira, 13. Segundo a Defesa Civil do município, os danos foram apenas materiais.

O prefeito Humberto Luiz Brighenti (PMDB) passou a tarde junto aos técnicos realizando o levantamento dos prejuízos.O secretário da Comissão Municipal de Defesa Civil, Alex Waltrick, prometeu um relatório com os dados dos prejuízos detalhados na manhã de quarta-feira, 13. "O que posso antecipar é que o tornado atingiu 60% da área rural e uma pequena parte da zona residencial", disse. Houve principalmente destelhamentos em galpões e quedas de árvores. Ninguém se feriu.

O fenômeno atingiu São Joaquim por volta das 19h15 da noite de segunda-feira. No momento havia apenas a suspeita de que era um tornado. O especialistas e técnicos da Defesa Civil tiveram que aguardar até o amanhecer para confirmar. "Foi um tornado de potência entre F-0 e F-1 acompanhado de uma rajada forte de vento e granizo", explicou o meteorologista Ronaldo Coutinho. "Como estava escuro não deu para ver o funil, mas diante dos estragos, podemos dizer que foi um tornado." Em maio de 1987, São Joaquim também foi atingida por um tornado, que atingiu a zona residência da cidade. Na época, três crianças morreram em aproximadamente 1 mil ficaram desabrigadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.