São Paulo bate recorde de temperatura no ano

A temperatura máxima na capital paulista em 2007 bateu novo recorde na tarde desta sexta-feira, 23. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura (CGE) a cidade de São Paulo registrou temperatura máxima de 34,8ºC na estação meteorológica do Butantã, zona Oeste da capital. Outras estações do CGE também tiveram altas temperaturas, como o Jaçanã/Tremembé (zona Norte), que registrou 34,6ºC, Itaquera (zona Leste), com 33,7ºC, e Campo Limpo (zona Sul), que teve máxima de 33,6ºC. De acordo com o CGE, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), um dos representantes do Brasil na Organização Meteorológica Mundial (OMM), verificou recorde de máxima, deste verão e deste ano, em sua estação no Mirante de Santana (zona Norte). Foram 33,2ºC, batendo a máxima de quinta-feira no mesmo local, que foi de 32,5ºC. Informações da CGE afirmam que o paulistano também foi prejudicado pela baixa umidade do ar na capital por conta do calor. Segundo o CGE, a umidade do ar ficou em 18% em algumas estações, como nos bairros da Consolação, em Itaquera, Campo Limpo, Perus e Jaçanã/Tremembé. O índice é considerado baixo pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Assim, com índices baixos verificados na cidade, o CGE afirmou que efeitos como ressecamento nos olhos, garganta e pele, e problemas respiratórios e alérgicos, podem ter sido sentidos especialmente por idosos e crianças. Outras regiões Em outras regiões, o órgão da Prefeitura também verificou baixos índices da umidade do ar. Foram os casos de Ermelino Matarazzo (índice de 19%), Butantã e Parelheiros, ambos com 20%, e, ainda, em São Mateus (21%). No Mirante de Santana, o Inmet registrou umidade no ar de 34%. Segundo o CGE, de acordo com a OMS, quando a umidade está entre 20% e 30% devem ser evitados exercícios físicos ao ar livre, entre o período das 11 às 15 horas. A OMS recomenda também que os ambientes sejam umidificados com vaporizadores ou recipientes com água. Já quando são registrados índices entre 12% e 20%, além dos cuidados acima, a OMS informa que devem ser evitadas aglomerações em ambientes fechados e fazer uso, se necessário, de soro fisiológico para olhos e narinas.

Agencia Estado,

23 Fevereiro 2007 | 19h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.