São Paulo deve ficar sem ouvidor a partir de amanhã

A partir de amanhã, a cidade de São Paulo ficará sem ouvidor geral. Acaba nesta segunda-feira, 24, o mandato de Elci Pimenta Freire. Em entrevista coletiva para apresentar o relatório sobre o segundo trimestre de 2006, Freire disse que a Prefeitura ainda não anunciou quem será seu substituto. O problema aconteceu porque, com a dissolução da comissão que elabora a lista tríplice de indicações do novo ouvidor, não houve lista, atrasando o processo. Para Freire, há o risco de que o órgão seja descaracterizado, tornando-se uma "ouvidoria obediente", e não eficiente, com a perda da coordenação.A Ouvidoria recebe, apura e investiga denúncias sobre problemas municiais. O órgão também pode recomendar e propor medidas corretivas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.