São Paulo já tem camelôs até nas Marginais

As duas avenidas marginais de São Paulo, a do Rio Tietê e a do Rio Pinheiros, vias expressas por onde passam boa parte do tráfego da maior cidade do país e ainda milhares de caminhões que atravessam a região metropolitana, têm sido nos últimos meses invadidos por ambulantes. Eles ocupam trechos do acostamento das duas vias para instalar barraquinhas para a venda de caldo de cana e pastel. Centenas de motoristas - de carros de passeio e de caminhões - param no acostamento e estacionam seus carros enquanto consomem o que os ambulantes vendem. A reportagem da Agência Estado procurou saber se a Companhia de Engenharia do Tráfego (CET ) tomaria conta do problema. A resposta foi não. O problema, segundo a CET, não é de sua alçada. O policiamento de trânsito também diz que não é com ele. A responsabilidade, dizem a CET e o policiamento, fica por conta das Administrações Regionais da Prefeitura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.