São Paulo tem 156 quilômetros de congestionamento

Por volta das 18 horas os motoristas enfrentavam 156 quilômetros de congestionamento em São Paulo, por causa da chuva e do excesso de veículos. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os piores trechos estão na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, onde a lentidão é de cerca de 12 quilômetros, desde a Ponte Nova Fepasa até o Estádio do Canindé. Ainda neste sentido da Marginal do Tietê, mas na via local, o engarrafamento é de aproximadamente oito quilômetros, entre as pontes Anhangüera e Casa Verde. Já na Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, na pista expressa, o motorista reduz a velocidade por cerca de sete quilômetros e meio, entre as pontes Jaguaré e Ary Torres. Desde cedo, o trânsito esteve lento na cidade. Uma pessoa morreu, ao cair de uma motocicleta, em um dos acidentes que complicaram o trânsito da capital na manhã desta sexta-feira. A CET registrou 87 quilômetros de lentidão às 11 horas, quando a média é de 36 quilômetros. A chuva e os acidentes contribuíram para o congestionamento acima da média. Uma árvore caiu por volta das 8h30 na Avenida Rubem Berta com o Viaduto 11 de Junho, sentido aeroporto. Houve dois outros acidentes também na Marginal Pinheiros. Um deles ocorreu na Ponte Eusébio Matoso sentido Interlagos, deixando uma pessoa ferida. O outro aconteceu por volta das 9h30 a cerca de mil metros da Ponte do Morumbi. Uma pessoa morreu ao cair de uma motocicleta.

Agencia Estado,

10 Fevereiro 2006 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.