São Paulo terá nova central de distribuição de alimentos

São Paulo vai ganhar em breve uma nova central de distribuição de alimentos, localizada no trecho oeste do Rodoanel. O centro substituirá a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp), no Jaguaré, zona oeste da cidade, considerada obsoleta e responsável por boa parte do intenso tráfego de caminhões nas ruas de São Paulo.O acordo para a mudança foi assinado nesta sexta-feira entre o secretário de Agricultura e Abastecimento, João Carlos Meirelles, e representantes de entidades dos produtores e do comércio atacadista. O documento tem seis cláusulas, que prevêem a parceria entre governo e a iniciativa privada.Segundo a assessoria de imprensa da secretaria, o Estado vai providenciar o terreno e a iniciativa privada será responsável pela construção e administração do entreposto, batizado inicialmente de Central Integrada de Abastecimento de São Paulo (Ciasp).Segundo Meirelles, a proposta de modernização do centro foi debatida com 120 dos mais tradicionais comerciantes estabelecidos na Ceagesp. Na nova central haverá espaço para lavar e ensacar os alimentos, aumentando seu valor de mercado. Os produtores esperam, assim, recuperar o espaço perdido para as grandes redes de supermercado, que entraram no setor nos últimos anos."Os Ceasas do Rio, Belo Horizonte e Porto Alegre aumentaram a venda dos produtos, ao contrário do de São Paulo. Do volume de vendas de 2,9 milhões de toneladas em 1999, caímos para 2,4 milhões em 2000", disse o secretário.Além de vender os produtos aos consumidores atacadistas, o entreposto, de acordo com Meirelles, deve tornar-se um pólo de excelência para exportação, que funcionará de acordo com o conceito de Alimentary City, em que são aplicadas modernas tecnologias e serviços.Na década de 1950, quando foi planejada, a Ceagesp ficava em uma área distante do centro de São Paulo. Hoje, o local, com intenso tráfego de veículos, está perto de acessos para algumas das principais rodovias do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.