São Paulo terá R$ 42 milhões para novas penitenciárias

O governo federal vai liberar R$ 42 milhões para construção de quatro penitenciárias compactas, que têm capacidade para 768 presos cada, e mais duas alas de progressão em cidades do interior do Estado - respectivamente Flórida Paulista, Irapuru, Tupi Paulista, Marabá Paulista e Bauru. Como o convênio assinado hoje entre o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e o governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, prevê a aplicação de mais R$ 17,9 milhões, no total serão investidos R$ 60,6 milhões. Os editais de licitação devem ser publicados nos próximos dias. Com a parceria entre o governo paulista e a União, que vai usar recursos do Fundo Nacional Penitenciário, serão 3.288 novas vagas em São Paulo. De acordo com Alckmin, em 1.º de janeiro havia, em São Paulo, 109 mil detentos. Esse número, segundo números da Secretaria Estadual da Administração Penitenciária, saltou para 122,2 mil - 13 mil a mais do que no início do ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.