são presos por tráfico de drogas em Cotia

Caminhando em um terreno baldio e levando nas costas uma mochila com 3 quilos de drogas, otraficante Júlio César de Moraes, de 25 anos, foi detido por guardas municipais no início desta madrugada na cidade de Cotia, na Grande São Paulo.Durante patrulhamento pela Rua Tibério, no Jardim Impírio, os guardas desconfiaram do rapaz,sozinho no terreno e com uma mochila nas costas. Detido, Moraes confessou aos guardas que três menores, todos de 17 anos, eram seus comparsas e que o ajudavam na distribuição da droga.No fundo do terreno, a quadrilha havia invadido uma casa abandonada e dela fez uma base de atuação para o tráfico de drogas. Na casa, foram detidos Michael, Tatiane e outro menor, que portava um rádio-comunicador do tipo HT com o qual copiava a freqüência da PM e assim sabia quando os policiais estavam se aproximando.Os guardas apreenderam, além dos 3 quilos de drogas na mochila e o HT, duas toucas-ninja, um revólver calibre 38, cápsulas para pistola calibre 380, 70 pedras de crack, 30 trouxinhas demaconha, 170 papelotes de cocaína e R$ 121 em dinheiro. A droga contida na mochila, maconha e cocaína, também já estava embalada em porções, pronta para a distribuição.O quarteto foi encaminhado para o Distrito Policial Central de Cotia. Júlio acabou indiciado por tráfico de drogas, porte ilegal de armas ecorrupção de menores; os adolescentes serão encaminhados ao SOS Criança e, posteriormente, à Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor (Febem).1.600 papelotes de cocaína em GuarulhosAgentes do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), de Guarulhos, na Grande São Paulo, apreenderam, no início da madrugada desta quinta-feira, 1.600 papelotes de cocaína em poder de três traficantes, na Favela Bela Vista, que, segundo o Garra, é o principal ponto de tráfico de drogas da cidade. Na semana passada, esta mesma equipe do Garra já havia detido naquela favela quatro traficantes com seis quilos de cocaína.

Agencia Estado,

15 de janeiro de 2004 | 03h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.