SAP inicia transferência de presos em Avanhadava

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) iniciou nesta terça-feira, 17, a retirada de 568 detentos que ocupam a penitenciária compacta de Avanhandava, a 485 quilômetros a noroeste de São Paulo. A unidade, cuja capacidade é para 768 detentos, vai ser esvaziada para receber 1,2 mil detentos da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que estão distribuídos em outros presídios do Estado. A troca serve para reduzir a superlotação dos presídios controlados pelo PCC. Cerca de 200 detentos já foram transferidos de Avanhandava para as penitenciárias de Presidente Prudente e Osvaldo Cruz. A unidade de Avanhandava é uma das duas únicas, entre as 11 da região de Araçatuba, que não é controlada pelo PCC. Lá, a facção dominante é o Comando Brasileiro Revolucionário do Crime (CRBC), rival do PCC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.