Sargento acusado de sequestro é recapturado

Uma semana depois de ter fugido do quartel do 6º Grupamento de Artilharia de Costa Motorizado, mais conhecido como Forte Itaipu, em Praia Grande, onde estava detido desde o dia 16 de janeiro, depois de ser autuado em flagrante por sequestro, o terceiro sargento do Exército, Maurício Muniz, foi recapturado na madrugada de ontem, no litoral norte, por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), sediada em Santos.O sargento estava hospedado na casa de uma tia, que mora em Barra do Una, na cidade de São Sebastião. Ele havia tingido o cabelo de loiro e tentava passar despercebido naquela região, invadida por surfistas durante a temporada. Mas o disfarce não convenceu os investigadores da DIG, que desde a semana passada iniciaram as buscas ao militar, chefiados pelo delegado Gaetano Vergine. Depois de prestar depoimento, o sargento foi transferido para o quartel do Forte Itaipu, onde deverá permanecer detido, a fim de responder a inquérito policial militar.Maurício Muniz foi preso no dia 16 de janeiro, junto com mais quatro pessoas, no momento em que mantinham um empresário sob cárcere privado em um apartamento do Canto do Forte, em Praia Grande. O grupo chegou a exigir resgate da família do construtor, que pediu para não ser identificado. Os sequestros relâmpagos vinham se tornando rotineiros no município de Praia Grande. E a prisão do sargento ocorreu quase que por acaso. É que um grupo de cadetes da Polícia Militar, que veio reforçar o policiamento da temporada, estava hospedado no apartamento vizinho ao utilizado como cativeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.