Sargento dos bombeiros morre durante treinamento em Brasília

Washington Nunes teria se afogado ao ser deixado a cerca de 500 metros da margem do Lago Paranoá

24 de setembro de 2008 | 03h50

O sargento Washington Nunes, 34 anos, lotado no Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, morreu, na tarde desta terça-feira, 23, durante um treinamento de especialização no Lago Paranoá, em Brasília. Segundo testemunhas, o sargento foi deixado por um barco, a cerca de 500 metros da margem, para fazer o restante do percurso a nado. Ele era acompanhado de mergulhadores dos bombeiros, que tinham a função de dificultar o nado, afundando o militar, segundo informações do Jornal da Globo. Nunes teria se afogado e não conseguiu ser reanimado durante os primeiros socorros junto à margem do lago. O curso de mergulho dos bombeiros em Brasília é considerado extremamente difícil. Segundo um bombeiro, que não quis ser identificado e concedeu entrevista à reportagem do Jornal da Globo, a ação destes mergulhadores é de pura irresponsabilidade, pois eles não sabem o limite de cada pessoa. "A sensação é de morte, você não tem onde agarrar, é covardia.", afirmou o militar. O coronel Maciel Nogueira, chefe do Comando Social dos Bombeiros do Distrito Federal, não quis comentar a denúncia e prometeu investigar a morte do sargento.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasíliamortebombeirolago paranoá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.