Sargentos da PM são mortos com tiros na cabeça

Dois sargentos do 27º Batalhão (Santa Cruz) foram assassinados com tiros na cabeçana noite desta quarta-feira, a cerca de 300 metros da 36ª Delegacia Policial (Santa Cruz). Ocrime aconteceu por volta de 19h45, quando os PMs Antônio Alberto Penha e DiaulasRodrigues Pereira pararam o carro em que estavam em um sinal da rua SenadorCamará, a mesma em que fica a DP.De acordo com depoimento prestado pela única testemunha que se havia se apresentadoaté esta quarta-feira, o assassino agiu sozinho. Ele se aproximou do carro da polícia por trás,disparou contra os dois PMs, que não tiveram tempo para reagir, e fugiu de moto pelarua do Império, em direção à Base Aérea de Santa Cruz.A testemunha disse que não poderia reconhecer o criminoso porque ele permaneceu todo o tempo de capacete.O delegado Bismarck Santana, titular da 36ª DP, disse não ter dúvidas de que o crimefoi cometido por encomenda. Ele disse que conhecia os dois policiais, há mais de cincoanos lotados na região. ?Foi encomenda. Isso pode tornar mais fácil a investigação. Agente vai chegar lá, se Deus quiser. Foi um negócio covarde?, afirmou.Junto com agentes da Delegacia de Homicídios da zona oeste e homens do serviço reservado do 27º Batalhão, Santana se preparava para iniciar diligências em busca do assassino ainda na noite desta quarta-feira.?Vamos trabalhar a noite toda em cima disso. Estamos procurando testemunhas agora à noite. Tem coisas que não se pode deixarpara amanhã.? O policial, que disse não ter idéia da causa dos assassinatos, classificou o crime como ?chocante? e ?ousado?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.