Saúde: municipalização em SP começa pela zona sul

O secretário municipal da Saúde, Eduardo Jorge, disse hoje que o processo de integração das unidades básicas de saúde que antes pertenciam ao Plano de Atendimento à Saúde (PAS) e agora passarão para o Sistema Único de Saúde (SUS) começará em março e abril pela zona sul da Capital. "Fizemos um plano de integração com o governo Mário Covas, em que começamos pela zona sul, e terminamos pela zona leste, que tem uma rede mais complexa", afirmou ele, depois de participar da inauguração de um abrigo para pacientes carentes no Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, zona leste da Capital.Segundo Jorge, São Paulo continuou recebendo os recursos do SUS durante a vigência das cooperativas do PAS, mas o dinheiro foi administrado pelo governo estadual. Os recursos agora serão controlados pela Prefeitura. "Com a integração da rede municipal, estadual e federal, esses recursos vão render mais, com a coordenação única da Prefeitura não haverá dispersão desses recursos", destacou. Para conseguir a integração, o secretário e sua equipe trabalharam desde janeiro na elaboração de um programa para provar que tem competência para assumir a rede, uma exigência da lei. Segundo o secretário, o plano foi aprovado na primeira reunião feita na última quinta-feira, em Brasília, para análise dos pedidos dos municípios para integrar o SUS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.