SC decreta emergência em 64 cidades atingidas pela chuva

Quase 89 mil pessoas foram atingidas pelo temporal e 18 mil deixam suas casas por causa do temporal

10 de setembro de 2009 | 10h47

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, decretou estado de emergência nos 64 municípios atingidos pelos temporais. O decreto foi assinado na quarta-feira, 9, e considera todas as cidades que relataram danos por causa dos vendavais e das fortes chuvas que atingiram o Estado entre a noite da segunda-feira, 7, e a terça-feira, 8. Guaraciaba decretou estado de calamidade pública e 4 pessoas morreram na cidade, que foi atingida por um tornado.

 

 

Atingida por um tornado, Guaraciaba decretou situação de calamidade pública. Foto: Efe

 

Veja também:

link Previsão de mais chuva deixa 55 municípios do Paraná em alerta

mais imagens GALERIA: Imagens da chuva e do caos em SP na terça

blog BLOG: Acompanhe a situação do trânsito na cidade

lista COMENTE: Twitter do estadao.com.br

mais imagens PARTICIPE: Sofreu com a chuva? Mande sua foto

especial ESPECIAL: Temporal fora de época para São Paulo

video VÍDEO: Trânsito parado e alagamentos em SP  

 

No entanto, o boletim da Defesa Civil divulgado às 11 horas desta quinta-feira, 10, aponta que são 67 as cidades atingidas no Estado. Até a manhã desta quinta, 37 municípios haviam decretado situação de emergência. São 88.866 pessoas atingidas, segundo a Defesa Civil. Quase 18 mil tiveram que deixar suas casas: 1.482 estão desabrigadas (pessoas que abandonaram suas casas e estão em abrigos das prefeituras), 16.300 estão desalojadas (pessoas que deixaram suas casas, mas foram para casas de familiares e amigos), 286 foram deslocadas (quem teve a casa atingida e foi para outro município) e 172 ficaram feridas.

 

Danos

 

O governador encaminhará o decreto a Brasília acompanhado de um relatório com a avaliação dos danos provocados pelas chuvas. De acordo com a assessoria do governador, o contato com o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, para solicitar a liberação imediata de recursos federais para o socorro e assistência às vítimas deve ser feito até o final do dia.

 

A Defesa Civil mantém atendimento prioritário na região onde um tornado provocou a morte de 4 pessoas e ferimentos em 89 moradores. O secretário de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste, João Carlos Grando, acompanha as equipes da Defesa Civil no atendimento às vítimas como compra de telhas e lonas para cobrir as casas.

 

A Defesa Civil Nacional encaminhou 10 mil cestas básicas para os atingidos, que estão armazenadas no município de Herval do Oeste e serão distribuídas entre os desabrigados. Segundo o major Márcio Luiz Alves, a necessidade imediata do estado é de pelo menos 5 mil colchões e entre 400 e 500 mil telhas.

 

Previsão é de mais chuva 

 

A Defesa Civil de Santa Catarina alerta que ainda deve chover forte em Santa Catarina nesta quinta, alternando com períodos de melhoria até o final de semana. Na sexta e no sábado a instabilidade ganha força com a formação de uma nova frente fria no Sul do Brasil.

 

Há risco de temporal com chuva moderada a forte em alguns momentos, ventos fortes e granizo isolado, mas não da mesma intensidade do que ocorreu na madrugada da terça.

 

Texto ampliado às 11h25

 

Com informações da Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.