SC tem 49 vítimas da chuva e mais de 20 mil desabrigados

Ilhota é a cidade mais atingida e tem 14 vítimas das chuvas; 150 mil estão sem energia elétrica no município

Da Redação,

24 de novembro de 2008 | 13h37

Pelo menos 49 pessoas morreram por conta das chuvas que atingiram Santa Catarina nos últimos dias. O Estado já tem mais de 20 mil desabrigados ou desalojados, segundo a Defesa Civil. Mais corpos foram encontrados em Ilhota nesta segunda-feira, 24, e a cidade soma 14 vítimas da chuva. O município é o mais atingido pelas chuvas e pelo menos 150 mil pessoas estão sem luz na região. No Estado, são 12.484 pessoas que tiveram que sair de suas casas e que precisam de ajuda. Os desalojados chegam a 7.425 - são pessoas que foram obrigadas a sair de suas casas por conta dos danos das chuvas e isolamentos, mas que não precisam de ajuda do Estado pois podem ir para casas de parentes ou amigos.   Arte: estadao.com.br   Veja também: Deslizamentos são fator mais dramático em SC, diz governador Chuva interdita estradas federais em Santa Catarina Chuvas interrompem abastecimento de gás em parte de SC Blog é criado para ajudar moradores afetados em Blumenau Temporais devem atingir 16 estados e o DF até 2ª feira       A cidade de Blumenau tem 13 mortos. Cinco pessoas foram encontradas mortas em Ilhota, que já tem 14 vítimas por conta das chuvas. Em Jaraguá do Sul, são seis as vítimas das chuva; antes, a Defesa Civil havia afirmado que eram 7 mortos. Em  Luiz Alves, 4 pessoas morreram. Foram encontrados quatro corpos na cidade de Rodeio. As cidades de Rancho Queimados e Benedito Novo tiveram duas vítimas cada. As cidades de Brusque, Gaspar, Pomerode e Bom Jardim da Serra têm uma vítima cada. A morte anteriormente registrada em Garuva é, na verdade, de Guaratuba, Paraná.   Os secretários Nacional e Estadual de Defesa Civil e o governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira, vão se reunir na manhã desta segunda para definir as medidas a serem adotadas nas regiões afetadas. Em Blumenau, a prefeitura local decretou estado de calamidade pública. Na cidade, cerca de 150 mil pessoas estão sem energia elétrica. A Prefeitura da cidade vai ficar fechada nesta segunda-feira e recomenda que as pessoas não saiam de casa.   Atualizada às 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.