Seca deixa mais da metade das cidades baianas em emergência

Cerca de 2,7 milhões de pessoas foram afetadas pela falta de chuvas em 244 municípios do estado

Agência Brasil,

28 de maio de 2012 | 16h32

BRASÍLIA - Mais da metade dos municípios baianos já decretaram situação de emergência por causa da seca que atinge o estado. Segundo a Coordenação de Defesa Civil da Bahia (Cordec), 244 dos 417 municípios do estado estão nessa situação.

A Cordec informou que cerca de 2,7 milhões de pessoas foram afetadas pela falta de chuvas. Para minimizar o sofrimento das pessoas, o governo do estado e as prefeituras municipais estão patrocinando a distribuição de cestas básicas, abrindo poços artesianos e contratando carros-pipa para atender às comunidades atingidas.

No Ceará, dos 184 municípios do estado, 168 decretaram situação de emergência por causa da seca. Segundo o coordenador de Defesa Civil cearense, Hélcio Queiroz, metade da população do estado foi atingida pela estiagem, principalmente nas comunidades rurais. No Ceará, o Poder Público também está mobilizando recursos para fornecer água à população por meio de carros-pipa e com a perfuração de mais poços artesianos.

No Rio Grande do Norte, estão em situação de emergência 139 cidades (83% dos municípios potiguares). Segundo o coordenador da Defesa Civil do estado, Josenildo Acioli Bento, cerca de 500 mil pessoas foram afetadas pela falta de chuva no estado. Ele informou que o governo está fazendo a manutenção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.