Seca obriga agricultores a ganhar a vida no garimpo em PE

Na pequena cidade de Parnamirim, no sertão pernambucano, a 570 quilômetros de Recife, os agricultores, cansados do prejuízo causado pela falta de chuva, estão apelando para o garimpo de ouro. Buracos de até 10 metros de profundidade são abertos em fazendas da cidade, no meio da caatinga. Alguns trabalham até 12 horas por dia; às vezes são famílias inteiras.Os garimpeiros mais experientes já chegam com um moinho. O equipamento é necessário para a extração. Como existem poucos na região, eles alugam para os garimpeiros mais pobres. Cobram 20% do que é extraído. Também contratam os inexperientes para trabalhar para eles e pagam diárias de R$ 15. A descoberta de ouro a céu aberto está atraindo garimpeiros de várias partes do País.Há o registro de um dos garimpeiros que conseguiu ganhar em 15 dias de trabalho R$ 2,5 mil com 132 gramas de ouro. Segundo geólogos, a região tem um solo formado por rochas cristalinas, que torna possível a incidência de ouro. Já houve descobertas semelhantes também em algumas áreas do sertão da Bahia, com a mesma formação geológica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.