Secretaria convoca população para doar sangue no carnaval

A Secretaria Estadual da Saúde está convocando a população para doar sangue antes do feriado de carnaval. Até a véspera do feriado, entre os dias 17 e 20 de fevereiro, acontecerá o reforço aos bancos de sangue paulistas. O receio do governo do Estado é que durante o carnaval os estoques cheguem a zero, impossibilitando até mesmo a realização de cirurgias. Tradicionalmente, a secretaria registra redução de 30% no estoque de bancos de sangue em feriados ou períodos semelhantes. Aliado às férias, o carnaval pode fazer essa marca chegar aos 40%. Há cerca de 20 dias, a secretaria vem reforçando as doações de sangue por todo o Estado. O esforço agora é para esta semana pré-carnavalesca. O problema para estocar sangue vem sendo identificado em todo o Estado de São Paulo. Na maioria dos bancos, há menos bolsas do que o ideal. Na cidade de São Paulo, unidades como o Hospital do Servidor Público Estadual e o Hospital Ipiranga estão com seus estoques reduzidos. Em Sorocaba, os estoques estão bem abaixo do necessário. Diariamente, em média, 50 pessoas comparecem ao banco de sangue, mas a necessidade é de 80 doações. Ribeirão Preto O Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto também registrou queda. O número de doadores diários despencou de 150 para 50. O ideal para que a média se mantenha boa é de 80 a 100 doadores por dia. Em Campinas, ainda não há estoque baixo, mas nos últimos cinco anos a queda durante o carnaval foi de 62%, em média. Em Marília, estão sendo enviadas cartas aos doadores tradicionais para que compareçam aos bancos de sangue. Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos, pode doar sangue. O candidato deve estar bem alimentado e munido de documento original com foto. Não pode doar sangue quem teve hepatite após os 10 anos de idade, seja portador de hepatite B, hepatite C, aids e usuários de drogas injetáveis.

Agencia Estado,

13 Fevereiro 2007 | 16h46

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.