Secretária desmente vereador sobre compra de uniformes

A Secretaria Municipal da Educação de São Paulo informou hoje estar munida de documentos que comprovariam que não houve superfaturamento na compra de uniformes escolares, mas sim um erro de digitação. A secretária interina da pasta, Cida Perez, contestou as denúncias feitas ontem pelo vereador Gilberto Natalini, do PSDB, de que a Prefeitura estaria pagando preços bem acima do mercado para uniformes distribuídos aos alunos da rede pública.Cida mostrou a diferença entre os uniformes da Prefeitura e o que foi usado para comparação na denúncia feita por Natalini no plenário. Ela mostrou que, lado a lado, é visível a diferença de tamanho, acabamento e material das peças. A secretária também mostrou cópia do Diário Oficial do Município que comprova o pagamento de R$ 4,80 por camiseta distribuída pela prefeitura para 930 mil alunos da rede municipal - preço quase quatro vezes menor do que os R$ 17 registrados na nota apresentada pelo vereador.A empresa confirma que houve um erro de digitação da nota, já corrigido pela distribuidora. Segundo a secretária, a prefeitura fez uma pesquisa com 13 grandes confecções e conseguiu um preço 165 abaixo da média do mercado, informou o telejornal SPTV da Rede Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.