Secretaria é alvo de estudantes durante manifestação em SP

O prédio da Secretaria Estadual de Educação, na Praça da República, no centro da capital, foi alvo de estudantes que protestavam pelo direito à gratuidade no transporte público, na manhã desta quarta-feira, Dia Nacional de Luta pelo Passe Livre. Cercados por policiais militares que faziam a segurança do prédio, os manifestantes jogaram potes de tinta, que usariam para pintar os rostos, no portão da secretaria. Um estudante da Escola Estadual Haroldo de Azevedo, identificado apenas como Diego, foi detido.A manifestação, organizada pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), começou às 9 horas no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, onde os alunos se reuniram, e seguiu pela avenida até a Rua da Consolação, interditando parcialmente as vias, até chegarem à Praça da República. Por volta das 13 horas, houve outro tumulto na região. Dessa vez, entre os próprios estudantes.Segundo o presidente da Ubes, Thiago Franco, de 22 anos, a manifestação ocorreu simultaneamente em outras 40 cidades do País, inclusive em capitais, como Brasília, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre. "A falta de dinheiro para pegar ônibus é uma das maiores dificuldades para os alunos chegarem à escola", disse. O dia 22 de março foi estabelecido como Dia Nacional de Luta pelo Passe Livre em dezembro do ano passado, durante um congresso da Ubes em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.