Secretaria Municipal de Habitação contesta Serra

A Secretaria da Habitação e Desenvolvimento Urbano do município de São Paulo contestou, na tarde de hoje, as informações que o candidato do PSDB, José Serra, deu sobre os programas habitacionais da Prefeitura, durante entrevista realizada nesta sexta-feira (19) na série "Eleições 2004 - Candidatos no Estadão".Em nota oficial, a secretaria informa que a Prefeitura vai concluir, até o final deste ano, a entrega de 28,7 mil unidades habitacionais. "É a maior produção de moradias num único mandato na cidade de São Paulo. Outras 12,3 mil estão em construção, totalizando mais de 41 mil novas moradias". A secretaria diz, também, que firmou com o governo do Estado, em janeiro de 2002, um protocolo de intenções para a construção de 5 mil moradias na cidade."Por meio da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab-SP), a Prefeitura disponibilizou terrenos para a construção de 3.800 unidades, mas o Estado, por meio da CDHU, liberou recursos para 930 unidades, que foram entregues à população", diz outro trecho da nota.A nota diz, também, que desde 2001 a política habitacional da Prefeitura viabilizou também a urbanização e regularização de loteamentos e favelas, a entrega de 40 mil títulos de moradia e 51 mil escrituras para moradores dos conjuntos da Cohab-SP, e também a retomada e conclusão dos mutirões paralisados nas duas gestões anteriores à atual administração.

Agencia Estado,

17 de setembro de 2004 | 18h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.