AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Secretaria quer prova sobre entrevista de Marcola

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) vai solicitar à TV Bandeirantes a fita do programa onde Marcos Willians Camacho, o Marcola, um dos principais líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa de São Paulo, teria dado uma entrevista por celular para Roberto Cabrini na madrugada desta quinta-feira, 18. De acordo com a assessoria, a Secretaria só vai se manifestar após o resultado dos exames de identificação de voz que serão feitos para comprovar a autenticidade da entrevista de Marcola. Marcola, segundo a SAP, continua em uma cela individual e incomunicável em Penitenciária de Presidente Bernardes, no interior de São Paulo, que possui bloqueador de celulares e portanto seria impossível a realização da entrevista. O líder da facção criminosa teria dito, durante a entrevista, que os ataques no Estado de São Paulo foram realizados para chamar a atenção, já que as reivindicações dos presos não foram atendidas por meios legais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.