Secretaria transfere detentas

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo começa a transferir hoje parte das 119 presas abrigadas na Cadeia Pública Feminina de Monte Mor, a 120 quilômetros de São Paulo. A prisão conta com quase dez vezes mais mulheres que sua capacidade, de 12 pessoas. Por medida de segurança, a secretaria não divulgou o local para onde serão levadas as presas. Monte Mor não é o único caso de superlotação. No domingo, pelo menos 34 das 71 presas da Cadeia Pública Feminina de Bom Jesus dos Perdões, a 77 quilômetros de São Paulo, mantiveram uma carcereira refém por cinco horas, durante uma rebelião. A insatisfação com a superlotação da cadeia, cuja capacidade é para 12 mulheres, foi a causa do motim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.