Secretário amazonense sobrevive a queda de avião

Acidente aconteceu após decolagem de um hangar flutuante em Manaus; piloto morreu

Michelle Portela, MANAUS, O Estadao de S.Paulo

08 de dezembro de 2008 | 00h00

O piloto Antonio Alberto Machado Cavalcante, de 41 anos, morreu na queda de um hidroavião que transportava autoridades no Amazonas, entre elas, o secretário de Estado de Segurança, Francisco Sá Cavalcante. O acidente aconteceu por volta das 7h20, no horário local de ontem, próximo a Manaus. A aeronave prefixo PT-OMN decolou de um hangar flutuante no Rio Tarumã, afluente do Rio Negro, em direção a Manacapuru, no interior do Estado, a cerca de 80 km da capital. Transportava quatro passageiros. Em seguida, perdeu altitude e bateu em uma árvore, caindo a cerca de cem metros da margem. Assim como Sá Cavalcante, os outros três ocupantes tiveram ferimentos leves e não correm risco de morte, de acordo com o Corpo de Bombeiros. O secretário ficou preso entre as ferragens, teve cortes na perna direita e em um dos braços.Entre os feridos estão o diretor do Instituto de Ensino Integrado de Segurança Pública, coronel Francisco Chagas, além de Pablo Henrique Coutinho Soares, que fraturou uma perna e Pedro Teixeira Barbosa, com cortes no rosto. Eles foram encaminhados ao hospital e receberam alta ontem mesmo. Todos viajavam para participar de cerimônia de entrega de alimentos arrecadados numa campanha de Natal do governo estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.