Secretário da Educação de Jundiaí acusado de improbidade

O promotor de Justiça Claudemir Battalini pediu o afastamento do professor Oswaldo José Fernandes da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes do Município de Jundiaí ? a 60 quilômetros de São Paulo ? por prática de improbidade administrativa. Após obter autorização judicial para quebrar o sigilo fiscal, bancário e telefônico do secretário, o Ministério Público o acusa de fraudar licitações e de enriquecimento ilícitoO Ministério Público confirmou hoje que a Corregedoria da Polícia Civil autorizou busca e apreensão na residência de Fernandes, que acumula os cargos de superintendente da Fundação Casa da Cultura e da Fundação TV Educativa de Jundiaí. O promotor afirma que Fernandes já responde a pelo menos outros três inquéritos civis e uma ação civil pública, todos por improbidade administrativa. Por meio do assessor de imprensa da prefeitura, o secretário diz desconhecer os termos do processo poque ele está sob segredo de Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.