Secretário de Búzios abre fogo contra carro da PM

O secretário de Esportes e Lazer de Búzios, na Região dos Lagos, Anderson dos Santos Chaves, foi exonerado do cargo depois de ter disparado três tiros contra um carro da Polícia Militar. Durante esta madrugada ele não parou em uma blitz na Rodovia Amaral Peixoto, que leva à cidade. Houve perseguição e, após o cerco da polícia, o ex-secretário foi preso. No seu carro, os policiais encontraram uma pequena quantidade de cocaína. Ninguém ficou ferido.Chaves, que estava no cargo há um ano, foi parado em uma operação de rotina da polícia, pouco depois da meia-noite. Segundo o tenente-coronel Sérgio Alves Pinto, do Batalhão da Polícia Militar Rodoviária, o carro do ex-secretário vinha em "zigue-zague?. Quando recebeu sinal para parar, Chaves furou o bloqueio e passou a ser perseguido pela patrulha policial durante 16 quilômetros. Na altura da cidade de São Pedro D?Aldeia (quilômetro 128), ele bateu na lateral do carro da polícia e disparou os três tiros contra os dois policiais, e seguiu em velocidade.O secretário só foi parado depois que o reforço policial o interceptou. Os PMs só conseguiram apreender os 0,85 gramas de cocaína porque Chaves já tinha jogado a arma fora, antes de ser preso. Levado para a delegacia de São Pedro D?Aldeia, Chaves foi submetido a exame toxicológico. O ex-secretário foi autuado por desobediência à ordem policial, uso de drogas e tentativa de homicídio. A decisão de demitir Chaves partiu do prefeito de Búzios, Mirinho Braga, assim que soube da prisão do seu funcionário. Em nota divulgada à imprensa, ele se mostrou "indignado" com o caso e acrescentou que "o servidor público deve ter o comportamento público e privado impecável, dentro dos princípios morais e éticos". O prefeito disse também que repudia qualquer transgressão à lei e que nenhum cidadão pode estar acima dela. O nome do novo secretário de Esportes e Lazer ainda não foi definido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.