Secretário de governo na Bahia deve se entregar à polícia

Acusado, que é da área de comunicação do governo em Porto Seguro, é suposto mandante de duplo homicídio

Tiago Décimo, da sucursal de Salvador,

02 de março de 2010 | 11h38

O secretário de Governo e Comunicação de Porto Seguro, litoral sul baiano, Edésio Lima Dantas, deve se apresentar à polícia na tarde desta terça-feira, 2, segundo seu advogado, Gutemberg Vieira.

 

Ele é acusado pelo Ministério Público Estadual de ser o mandante de dois homicídios contra integrantes do sindicato dos professores do município, em setembro do ano passado, e é considerado foragido desde 9 de fevereiro, quando o juiz da Vara Criminal da cidade, Roberto Costa Freitas Júnior, expediu mandado de prisão preventiva contra ele. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, porém, a Polícia Civil só foi informada da ordem de prisão nesta segunda-feira, 1.

 

Álvaro foi denunciado, junto com três policiais militares e dois funcionários da prefeitura, pelos assassinatos de Álvaro Henrique Santos, de 28 anos, e Elisney Pereira dos Santos, de 31, em 17 de setembro. À época, os professores de Porto Seguro estavam em greve e as vítimas eram líderes do movimento.

 

Os três policiais acusados de participação nos crimes apresentaram-se ontem ao delegado Rodolfo Faro, da 23.ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), e estão detidos no batalhão da PM na cidade, à disposição da Justiça. Os dois outros servidores municipais acusados de envolvimento continuam foragidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Salvadorhomicídiogoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.