Secretário de Segurança denuncia furto de computadores no Rio

O secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, Josias Quintal, afirmou hoje que foram furtados 18 computadores do prédio da Central do Brasil, onde vai funcionar o Centro de Emergência do Estado - órgão que aglutinará os serviços de inteligência das polícias do Rio.Quintal determinou a abertura imediata de um inquérito com o objetivo de descobrir os responsáveis. Ele responsabilizou a antiga cúpula da secretaria por não ter evitado o fato, mas não apontou um culpado para o crime.De acordo com ele, todos os componentes internos das máquinas - como o disco rígido, placas de modem e de som e memória - desapareceram. Restou apenas a estrutura externa de plástico e metal, artifício utilizado pelos ladrões para disfarçar sua ação. Ele denunciou o furto na manhã de hoje, quando acompanhava a governadora do Estado, Rosinha Matheus (PSB), em visita ao prédio da Central do Brasil.Todos os computadores estavam no 13º andar. De acordo com a assessoria de imprensa do Estado, o local vinha sendo ocupado por integrantes da Polícia Militar durante a gestão da ex-governadora e atual ministra da Assistência e Promoção Social, Benedita da Silva (PT).A petista havia transferido o Centro de Emergência desse edifício para o da Secretaria de Segurança Pública, também no centro da cidade. Rosinha optou por voltar a utilizar o imóvel sob a alegação de que já pertence ao Estado, ao contrário do outro, onde a administração pública é obrigada a pagar aluguel mensal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.