Secretário de Segurança do Paraná pede afastamento do MP

Segundo o Conselho Nacional do Ministério Público, Luiz Fernando Delazari não pode acumular dois cargos

Evandro Fadel, do Estadão,

06 de agosto de 2007 | 18h02

Em uma nota curta, divulgada na tarde desta segunda-feira, 6, o secretário de Segurança Pública do Paraná, Luiz Fernando Delazari, disse ter informado ao governador Roberto Requião que pediu o "desligamento imediato" do Ministério Público Estadual. No entendimento do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), referendado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Delazari não poderia acumular os dois cargos. A discussão sobre a condição funcional do secretário vinha se estendendo desde o fim do ano passado. Na sexta-feira, o ministro do STF Ricardo Lewandowski tinha determinado a "imediata suspensão" dos efeitos do decreto 1.308/2003, pelo qual o governador nomeou Delazari para o cargo comissionado. "Em respeito ao Judiciário, a liminar será imediatamente cumprida e o decreto de nomeação, suspenso", afirmou o secretário, em sua nota. Segundo ele, por não ser retroativa, a liminar não anula nenhum de seus atos no cargo de secretário. Ele anunciou, ainda, que a Procuradoria Geral do Estado entrará com recurso contra a medida, no próprio STF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.