Secretário diz que incêndio destruiu material para 723 creches

O secretário da Assistência Social, Evilásio Farias, que está no local do incêndio que atinge um galpão da Prefeitura, na Mooca, zona leste de São Paulo, explicou que no local funcionava o Almoxarifado Central da Secretaria da Assistência Social. "Nós temos aqui colchões, cobertores, cestas básicas, seis mil cadeiras plásticas, mesas, escrivaninhas, freezers, geladeiras, material de limpeza, papel-higiênico, enfim, tudo o que a secretaria usa nas suas creches", lamentou ele.Para o secretário, este incêndio provocou um grande prejuízo financeiro para a Prefeitura. "Eu nunca vi tanta dificuldade na vida, o que nós tínhamos pra repor em 723 unidades de creches, estava tudo aqui e representa tudo em termos de material", afirmou. Ele disse, no entnto, que ainda não existe uma estimativa do montante do prejuízo, mas que o fogo não atingiu o local onde ficam armazenados os computadores com informações sobre a quantidade de material que estava no galpão. "Amanhã nós teremos com fidelidade todos os dados e poderemos quantificar este prejuízo". Farias afirmou que a Prefeitura não tem outro almoxarifado porque este era o central. "Daqui também se distribui todo o material para creches, albergues, centros de juventude e para os casos de emergência, como incêndios, enchentes e desmoronamentos", informou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.